Cordão dos bajuladores – Por José Elias


Acabou calor do lançamento dos nomes, começou avaliação, nas ruas, dos candidatos majoritários e proporcionais. Dos pés à cabeça, a sociedade examina, sem pressa, biografia de cada um, incluindo passado e presente, deixando pra depois o futuro. Apesar da aproximação da eleição, povo analisa, com calma, o comportamento deles na vida.

Na vitrine, como principais estelas, Collor e Renan Filho que, nas convenções, já ensaiaram desenho dos ataques preliminares. Não podem – nenhum deles – baixar o nível do debate, entrar no clima da baixaria e partir pra questões pessoais. Em casa, sem acreditar mais em ninguém, maioria das famílias está de olho neles, observando cada atitude.

Não podem ouvir assessores que, com ódio mortal no peito, pensam em tocar fogo nas discussões sobre o mapa de Alagoas. Têm que marcar distância dos “amigos” que, nos escritórios, com a intenção de agradar, balançam gravata, não sabem o que significa política. Na onda dos bajuladores, muita gente grande, também sem vivência, quebra a cara.

“Eu juro que ele falou do senhor no senadinho da porta da Assembleia Legislativa!” – diz o fuxiqueiro, querendo “prestar serviço!” ao candidato. “Lá, em Palmeira dos Índios – aqui entre nós – aquele cara que diz ser seu “amigo” desceu a lenha!” – mete o pau outro fo-foqueiro. “Tá sabendo da última: é melhor ter inimigos do que aliados em Paripueira!” – detona o terceiro comerciante da mentira.

O voto levanta e derruba no poder, na sorte, no destino e na gandaia, dependendo do desempenho dos atores. Na vida pública, o homem de bem entra puro, sem maldade e, na dança das cadeiras, fica safado eternamente. A multidão espera um motivo pra comparecer às urnas e pede sabedoria e humildade ao futuro governador. (no livro Repórter da Política – tudo é mentira – no computador).

08.08.2018

Saiba mais sobre os bastidores da política alagoana em: www.blogdojoseelias.com.br

Siga o Blog do José Elias nas redes sociais:

Instagram:@blogdojoseelias.com.br

Facebook: blogdojoseelias.com.br

 Twitter: blogdojoseelias
#politica #politicalagoas #politicalagoana #eleiçoes #eleiçoes2018
#candidatos #joseeliasjornalista#blogdojoseelias#alagoas

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAdmite fazer quatro – Por José Elias
Próximo artigoJames começa ganhando – Por José Elias
José Elias
José Elias iniciou na Gazeta de Alagoas no rádio e jornal. É colunista há 35 anos. Foi diretor de Comunicação da Organização Arnon de Mello e comentarista de política da TV Gazeta. Repórter nas rádios Progresso, Difusora, Palmares, Jornal de Alagoas e Jornal de Hoje. Secretário de Comunicação dos prefeitos Fernando Collor, José Bandeira, Djalma Falcão. E secretário estadual de Comunicação do governo Moacir Andrade.