Fama engana imbecis – Por José Elias


A fama é traiçoeira, engana inocentes que pensam ser sabidos e, nas pesquisas, chutam bola num canto e goleiro vai pra o outro. Quem confia cegamento no prestígio, não sabe o que é dormir eleito, com a faixa no peito, e acordar derrotado, todo melado de tinta. É uma fase que o cidadão vaidoso veste a roupa de “autoridade”, da prepotência, bota um charuto caro na boca e só vive de cara feia.

Os que acompanham política de longe não sabem da missa um terço, como diz a experiência daqueles que vivem sem rancor. Duram até mais tempo porque, fora dos fuxicos, não participam das manobras de baixo nível registradas nos bastidores. As doenças passam bem distantes, dão adeus com raiva por não se aproximarem e vão embora resmungando, doidas pra penetrar no corpo das pessoas sadias.

Na campanha, um querendo engolir o outro, trocam abraços como se fossem velhos amigos. Intimamente, por dentro, desenham no coração uma metralhadora de brinquedo e, se tivessem chance, detonavam sem piedade, contando a saída das balas. Dia seguinte, de terno preto, desciam do carro, de óculos escuros, procuravam a família enlutava, abraçavam e deixavam escapar “lágrimas” dos olhos indecentes.

Disputa do voto é como título do livro do publicitário Arlindo Chagas – Quem for podre que se quebre – que morreu sem fazer o lançamento. Eleição de prefeito de Maceió, Pedro Vieira liderando pesquisas, na frente de Kátia Born e Heloísa Helena, não podia andar onde chegava. Indicado pelo governador Geraldo Bulhões, fazia uma gestão decente, que em-polgou segmentos desacostumados com essa prática.

Boca da noite, uma semana antes de o voto entrar na urna, participei de uma mesa onde Vieira era principal atração, chamando a atenção dos fregueses. Restaurante do Hipper Bompreço, no Farol, uma senhora mandou bilhete pelo garçom: “Prefeito, parabéns pela vitória antecipada!” – escreveu. Apurados os votos, Kátia Born recebeu a faixa. (No livro Repórter da Política – tudo é mentira – no computador).

10.09.2018

Saiba mais sobre os bastidores da política alagoana em: www.blogdojoseelias.com.br

Siga o Blog do José Elias nas redes sociais:

Instagram:@blogdojoseelias.com.br

Facebook: blogdojoseelias.com.br

 Twitter: blogdojoseelias
#politica #politicalagoas #politicalagoana #eleiçoes #eleiçoes2018
#candidatos #joseeliasjornalista#blogdojoseelias#alagoas

COMPARTILHAR
Artigo anteriorRelação vai falhar – Por José Elias
Próximo artigoCaminhando em Tapera – Por José Elias
José Elias
José Elias iniciou na Gazeta de Alagoas no rádio e jornal. É colunista há 35 anos. Foi diretor de Comunicação da Organização Arnon de Mello e comentarista de política da TV Gazeta. Repórter nas rádios Progresso, Difusora, Palmares, Jornal de Alagoas e Jornal de Hoje. Secretário de Comunicação dos prefeitos Fernando Collor, José Bandeira, Djalma Falcão. E secretário estadual de Comunicação do governo Moacir Andrade.