Todos procuram a botija – Por José Elias


A grande maioria muda o estilo e, na estrada, poucos mantêm a tradição da política onde o bigode arrepiado, grosso, fechava acordos. Postura nas ruas vem do berço, oriunda das famílias, do comportamento dos pais, dos avôs e do ambiente onde se cria. Quando bota a cabeça na janela, sem falar nada nem acenar ao povo, já se sabe qual mercadoria vai ser exposta nas prateleiras, iniciando a feira.

Agora mesmo, na televisão, no rádio e nas caminhadas, onde a violência tira a alegria da galera, muitos exemplos das transformações. Quem não tem história, por exemplo, apresenta uma biografia que somente ele conhece, escondida debaixo do colchão, A rigor, quer somente o voto do otário pra ir também gozar das mordomias oferecidas pelo poder, ao lado dos parentes e dos “amigos” de farra..

O cara aparece com jeito de vítima, não diz nada, sorriso de coitadinho, como se fosse um candidato perseguido pelos “concorrentes”. Igual a jogador de futebol, grosso, perna de pau, anunciado como estrela, que faz cera pra entrar em campo, justamente pra não antecipar a decepção, Quando veste a camisa, no primeiro jogo, a torcida vaia, pede para ele sair e os empresários, sérios, engolem calados.

Do mesmo jeito dos prefeitos, na arquibancada, que dão adeus a galera com medo de levar empurrões pelos erros administrativos. Falam fino, apertam mãos com cuidado, não permitem tapinhas nas costas e, por trás, seguranças ficam de olho nas pessoas que se aproximam. Protegem retaguarda quando saem às ruas sozinhos, imaginando levar um murro que o leve ao hospital, desmoralizado, dentro da ambulância.

Prefeitos e jogadores viajam no mesmo ônibus – endereço da botija, livre, esperando uma mordida. No clube, eles chegam, arrumam uma contusão e, no hotel, onde estão hospedados, comida de primeira, paparicados por torcedores, tiram self toda hora. Passam dois anos comendo e dormindo, cumpre contrato inteiro, vai embora sem ninguém notar. (No livro Repórter da Política – tudo é mentira – no computador).

14.09.2018

Saiba mais sobre os bastidores da política alagoana em: www.blogdojoseelias.com.br

Siga o Blog do José Elias nas redes sociais:

Instagram:@blogdojoseelias.com.br

Facebook: blogdojoseelias.com.br

 Twitter: blogdojoseelias
#politica #politicalagoas #politicalagoana #eleiçoes #eleiçoes2018
#candidatos #joseeliasjornalista#blogdojoseelias#alagoas

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCaldas chega na Bahia – Por José Elias
Próximo artigoDo primo senador – Por José Elias
José Elias
José Elias iniciou na Gazeta de Alagoas no rádio e jornal. É colunista há 35 anos. Foi diretor de Comunicação da Organização Arnon de Mello e comentarista de política da TV Gazeta. Repórter nas rádios Progresso, Difusora, Palmares, Jornal de Alagoas e Jornal de Hoje. Secretário de Comunicação dos prefeitos Fernando Collor, José Bandeira, Djalma Falcão. E secretário estadual de Comunicação do governo Moacir Andrade.