Números vão se confirmar? – Por José Elias


Não se tira mais diferença, cinco dias antes da eleição, apesar de o voto ser decidido na boca da urna. Candidatos assustados, campanha pobre, dinheiro visto como pé de cobra, botaram a bola na marca do pênalti. Sem categoria, como demonstra nas manifestações, povo parece que deixou de sonhar.

Novo leva vantagem sobre o velho, mas tem que provar, na prática, que vai vestir a camisa, beijar o escudo e jogar pra ganhar. Discurso pode tudo, falando para a multidão, cansada de sofrer – mentir, chorar, impressionar, enganar, roubar corações. Como em novela, nunca aparece como verdadeiro.

Disputa do mandato é uma coisa, defesa dos interesses do Estado outra diferente do ringue. Não pode vacilar, ir na onda dos que comercializam corrupção que, infelizmente, tomam conta do país. Decisões decentes são coisas raras e, na roda dos bons costumes, “sabidos” consideram fora de moda.

Nessa eleição, parece que a lisura prevaleceu diante da ausência de propostas indecentes aos cidadãos. Exemplo de decência – não existe sequer uma denúncia contra ele – Renan Filho levou a campanha pra o debate de ideias. Pinto de Luna, do outro lado, que chegou no final, também acompanhou.

Raras exceções na proporcional, o debate partiu para agressões pessoais, o que não aconteceu na disputa majoritária. Renan Calheiros, Biu de Lira, Rodrigo Cunha e Maurício Quintella souberam se comportar. Deram uma lição de que, na política, não é precisa apelar com ataques violentos para vencer.

Nos velhos tempos, o instrumento para conquistar a confiança da torcida era bater forte com os dois pés na caixa dos peitos. A violência provocava ciúme e ódio que, na calada da noite, sempre terminava em tragédia. Pra alguns, Alagoas ainda fica em segundo plano na correlação de forças com o poder econômico. (No livro Repórter da Política – tudo é mentira – no computador).

03.10.2018

Saiba mais sobre os bastidores da política alagoana em: www.blogdojoseelias.com.br

Siga o Blog do José Elias nas redes sociais:

Instagram:@blogdojoseelias.com.br

Facebook: blogdojoseelias.com.br

 Twitter: blogdojoseelias
#politica #politicalagoas #politicalagoana #eleiçoes #eleiçoes2018
#candidatos #joseeliasjornalista#blogdojoseelias#alagoas

 

 


COMPARTILHAR
Artigo anteriorTome Nota – Por José Elias
Próximo artigoEmpurrão da Justiça – Por José Elias
José Elias
José Elias iniciou na Gazeta de Alagoas no rádio e jornal. É colunista há 35 anos. Foi diretor de Comunicação da Organização Arnon de Mello e comentarista de política da TV Gazeta. Repórter nas rádios Progresso, Difusora, Palmares, Jornal de Alagoas e Jornal de Hoje. Secretário de Comunicação dos prefeitos Fernando Collor, José Bandeira, Djalma Falcão. E secretário estadual de Comunicação do governo Moacir Andrade.