Biu desceu degraus do fracasso político – Por José Elias


Um rosário de fatores justifica derrota em todas as competições da vida, inclusive na relação do amor. Melhor time do mundo enfrenta pior do planeta que, no final, marca o placar que ninguém esperava. Jogo de baralho, sortudo deixa mesa rico, bolso cheio de dinheiro e, dia seguinte, perde até a cueca nova comprada no shopping inaugurado na véspera.

Sucesso da política, vindo de baixo, empurrado pelo deputado Tarcísio de Jesus, Biu de Lira ocupou todos os cargos. Destino ou um lance de sorte? – perguntam os analistas que, até agora, não encontraram, efetivamente, a causa do fracasso. Uns alegam idade, outros acha que chegou a hora da despedida e alguns entendem que ele errou nas composições.

As pesquisas – todas elas – registraram a descida dos degraus à medida em que o senador trocava a cabeça de chapa. Foi caindo como um homem equilibrado que, por um desgosto no cotidiano, entra na cachaça e acaba na sarjeta. Prefeito de Maceió e governador – interino – viveu longo período de fama que, como dizem especialistas, um dia desaparece.

Primeiro transferiu, por conta do calor da campanha, a liderança para o parceiro Rodrigo Cunha, que vai vencer na primeira colocação. E a última sondagem do Ibope coloca sua candidatura em último lugar, atrás de Maurício Quintella. Hora de chegar número da batida, o vizinho gritou, comemorando, ser o dono do carro que está sendo disputado.

Sem chance, como revelam os números, sua votação expressiva saiu sendo distribuída com principais concorrentes. Maioria viajou com destino ao palanque de Maurício Quintella, que deu um pulo impressionante na corrida. Uma boa parte ficou com Rodrigo Cunha e, dentro do avião, entrou também Renan Calheiros. (No livro Repórter da Política – tudo é mentira – no computador).

07.09.2018

Saiba mais sobre os bastidores da política alagoana em: www.blogdojoseelias.com.br

Siga o Blog do José Elias nas redes sociais:

Instagram:@blogdojoseelias.com.br

Facebook: blogdojoseelias.com.br

 Twitter: blogdojoseelias
#politica #politicalagoas #politicalagoana #eleiçoes #eleiçoes2018
#candidatos #joseeliasjornalista#blogdojoseelias#alagoas

 


COMPARTILHAR
Artigo anteriorTome Nota – Por José Elias
Próximo artigoMãos à obra – Por José Elias
José Elias
José Elias iniciou na Gazeta de Alagoas no rádio e jornal. É colunista há 35 anos. Foi diretor de Comunicação da Organização Arnon de Mello e comentarista de política da TV Gazeta. Repórter nas rádios Progresso, Difusora, Palmares, Jornal de Alagoas e Jornal de Hoje. Secretário de Comunicação dos prefeitos Fernando Collor, José Bandeira, Djalma Falcão. E secretário estadual de Comunicação do governo Moacir Andrade.