Desenho do clássico de Arapiraca em 2020 – Por José Elias


Depois de Maceió, disputa em Arapiraca será a mais quente em termos de confrontos diretos pelo poder. Os palanques, ainda escondidos, estão sendo construídos numa engenharia política que passa pelo processo majoritário. Todas as apostas para 2022 vão ser fechadas em 2020 pra governador e senador.

Nomes começam a aparecer nas esquinas, saídos da boca dos fuxiqueiros que se consideram cientistas do voto. Não se pode negar que o prefeito Rogério Teófilo, homem sério, acima de qualquer suspeita, é o grande favorito. Mas na sua cola, fungando no cangote, Luciano Barbosa e Severino Pessoa.

As urnas mostraram – com surpresas – caminho novo que comandará as próximas eleições – municipais e estaduais. Nomes considerados imbatíveis em corridas recentes, amargaram derrotas feias. Alguns cartões vermelhos podem ser expulsão pra sempre, conforme a opinião dos analistas de plantão.

Agarrado em todos os santos, Carimbão não conseguiu renovar o mandato, colocado na primeira fila de federal. Acostumado andar sozinho, sem apoio de prefeitos e vereadores, a realidade apontou pra outra estrada. Perdeu a simpatia de importantes lideranças, como Lula Cabeleira. em Delmiro Gouveia.

A onda da degola pegou também Ronaldo Lessa, ex-deputado estadual, prefeito de Maceió e governador por duas vezes. Seu apelo atrevido desta vez não teve resposta da sociedade, que preferiu ignorar sua presença em Brasília. Outro ex-prefeito, Cícero Almeida, foi reprovado na prova final das ruas. Tentava retornar à Assembleia Legislativa mas, na marca do pênalti, chutou a bola por cima da trave. (No livro Repórter da Política – tudo é mentira – no computador).

09.10.2018

 


COMPARTILHAR
Artigo anteriorTome Nota – Por José Elias
Próximo artigoAndar com segurança – Por José Elias
José Elias
José Elias iniciou na Gazeta de Alagoas no rádio e jornal. É colunista há 35 anos. Foi diretor de Comunicação da Organização Arnon de Mello e comentarista de política da TV Gazeta. Repórter nas rádios Progresso, Difusora, Palmares, Jornal de Alagoas e Jornal de Hoje. Secretário de Comunicação dos prefeitos Fernando Collor, José Bandeira, Djalma Falcão. E secretário estadual de Comunicação do governo Moacir Andrade.