José Elias iniciou na Gazeta de Alagoas no rádio e no jornal. É colunista há 35 anos
Capa
Publicidade
Publicidade
DESTAQUE
Postado em 16/06/2021
LIXO IMPEDE PASSAGEM DA ÁGUA NO NOVO VIADUTO
Por José Elias
0
Postado em 16/06/2021
MANDATO SIGNIFICA AÇÕES NAS RUAS E BASTIDORES DO VOTO
Por José Elias
0
Postado em 14/06/2021
GRUPOS POLÍTICOS JÁ PROJETAM FUTURAS ELEIÇÕES EM ALAGOAS
Por Jose Elias
0
Postado em 12/06/2021
MORRE FÁTIMA SAMPAIO, ESPOSA DE SÉRGIO ALMEIDA
Por José Elias
0
Postado em 12/06/2021
PAULÃO SOBE DE COTAÇÃO NA BOLSA POLÍTICA DE ALAGOAS
Por José Elias
0
Postado em 12/06/2021
MADEIRA IMAGINA ENTRANDO NO AVIÃO EM MARAGOGI
Por José Elias
0
Publicidade
OPINIÃO
Postado em 16/06/2021

NÃO SE PODE AGIR SEM ANTES LER O QUE SAIU NA IMPRENSA

Quando os imbecis se encontram, os equívocos acontecem por conta da maldade e falta de leitura

  Quem vive de fazer intriga não perde oportunidade de jogar, por exemplo, um amigo contra outro. Envenena o ambiente e, com cara de indignação, protesta pelo que considera uma injustiça praticada sem base política. Chega até a estimular abertura de processo na Justiça para reparar o “crime” que “atenta contra os princípios básicos da legislação brasileira”.
     Trata-se de bajulador amador que, querendo prestar serviço ao patrão,  tenta queimar o filme dos que procedem com lisura. Manchete de jornal não representa literalmente o conteúdo  do que está escrito no texto. É uma chamada para a leitura do que vem abaixo, numa entrevista de autoridade ou artigo assinado por personalidades da vida cotidiana da cidade.
     Quem recebe a notícia é mais imbecil do que quem deu porque, sem noção do tempo, acredita  no que ouve. Não tem o cuidado de ler a matéria, fica apavorado e procura o autor para tomar satisfação. “O Brasil está cheio de equívocos, inclusive na literatura!” - sustenta o ex-deputado Augusto Farias, que só não caiu no golpe devido a experiência na política.

 

Publicidade